Depoimentos

O conceito de personalidade Link foi desenvolvido em Nova York entre 1998 e 2018, com base em pessoas em diferentes situações da vida e com diferentes ideologias e religiões, de diferentes partes do mundo. Nasce de reflexões sobre histórias da infância, conflitos na adolescência e dificuldades na vida adulta, nos processos de escolha e decisão nas áreas de trabalho, localização afetiva e geográfica. Em alguns casos, a meu pedido, e em outros espontaneamente, essas pessoas expressaram em suas próprias palavras as vicissitudes do processo de deixar de ser um buscador para uma identidade integrada, para ser um Link. Uma subjetividade original, própria e pessoal de organizar suas contradições internas em paradoxos criativos.

Algumas autobiografias são testemunhos extraordinários desse mesmo processo.

Sonhos do meu pai: uma história de raça e herança, de Barack Obama (1995); Open, de Andre Agassi (2009); A varanda no inverno, de Luis Landero (2014); Um romance de Tóquio de Ian Buruma (2018) é contado pelas vicissitudes de pessoas que buscaram (e encontraram) suas próprias verdades.

Seeker:

Transição

Link:

pt_BRPT
es_ESES en_USEN pt_BRPT